quarta-feira, 22 de abril de 2009

A PAZ DO SENHOR AMADOS ..
A PARTIR DESSE MÊS DECIDIMOS POSTAR ALGUNS MATERIAIS QUE FAZEMOS.
E TAMBÉM ENTRAMOS COM UM CURRÍCULO COMPLETO DE PERSONAGENS BÍBLICOS QUE TIVERAM SUAS HISTÓRIAS MARCADAS DESDE A INFÂNCIA, ENTRAMOS COM TÓPICO NOVO QUE SE CHAMARÁ : "CRIANÇAS DA BÍBLIA".
DEIXE O SEU COMENTÁRIO NO NOSSO MURAL E FAÇA PEDIDO DOS PERSONAGENS QUE QUER VER AQUI.
TAMBÉM COLOCAREMOS AINDA ESSE MÊS MAIS NOVIDADES PRO DIA DAS MÃES. OBRIGADO POR NOS AJUDAR A DEIXAR O BLOG CADA DIA MELHOR E COMPLETO ..
BJS

O REI JOSIAS



- Josias que estás a fazer? – pergunta a mana ao passar pelo quarto do pequenote.
- Estou a brincar aos Reis – exclamou o Josias com um ar muito importante.
- Pois, estou a ver! – disse a mana muito divertida. – Até tens uma coroa.
- E uma capa. – acrescentou, dando uma voltinha para que ela a pudesse ver.
- Então és um rei. E como se chama o rei? - perguntou a mana que parecia querer entrar na brincadeira.

- Ora, chama-se Josias. Tem o meu nome, porque sou eu que sou o rei. – respondeu como se fosse algo óbvio.
- HmmJosias dizes tu? Sabes que existiu um rei com o teu nome? – perguntou a mana enquanto se dirigia a prateleira dos livros do Josias.
- Existiu mesmo, mana? Um rei a sério? – perguntou ele cheio de curiosidade.
- Sim, existiu há muitos, muitos anos. Onde está a Bíblia com imagens que a mãe te deu? – perguntou ainda remexendo por entre os livros.
- Está aqui mana, na minha mesa de cabeceira. – disse o pequenote apontando para a mesinha que ficava ao lado da cama. – eu gosto que a mamã me leia antes de dormir.
- Passa-ma cá, se faz favor. – pediu a irmã.
O Josias pegou no livro e dirigiu-se à irmã, sentando-se no colo dela.
- Deixa-me cá ver onde está. – disse ela enquanto desfolhava o livro, procurando pela história. – Encontrei-a! – exclamou mostrando ao pequeno as ilustrações.
- Mas mana, esse não é um rei, é só um menino! – afirmou o Josias muito certo daquilo que estava a dizer.
- Mas é mesmo este. É que este menino que se chamava Josias como tu, tornou-se rei quando tinha oito aninhos.


Quando o rei Josias tinha 26 anos, enviou o escriba Safã ao templo, para que ele dissesse a Hilquias, o sumo sacerdote, para ele usar o dinheiro que tinha sido trazido á casa do Senhor para concertar o templo que estava em más condições devido ás muitas guerras.

Um dia Hilquias entregou a Safã o Livro da Lei que tinha encontrado no Templo, para que ele pudesse ler. Safã, imediatamente o levou ao rei Josias e leu para ele.
- Mana, o que era o Livro da Lei? - perguntou o Josias que ouvia a história com muita atenção.
- O Livro da Lei era um livro que tinha sido escrito por Moisés com instruções de Deus de como se devia viver e o que se devia e não devia fazer.
- Então era um livro muito importante! - comentou muito acertadamente.
- Sim... Um livro muito, muito importante. - concordou a mana. - Quando o rei Josias ouviu o que estava escrito nele, rasgou as roupas para mostrar que estava muito triste e preocupado.
- Porque é que ele ficou triste? Eu ficava contente se encontrasse um livro tão importante. - O Josias parecia confuso.

- Ficou triste porque, ao ler o que nele estava escrito, descobriu que ele e o povo não estavam a fazer o que Deus tinha ordenado e sabia que Deus estava zangado.
- Mas mana, ele não sabia.
- Agora já sabia! E o que se deve fazer quando se aprende que se estava a proceder de forma errada?
- Deve-se pedir desculpa e não fazer outra vez. Não é mana?
- Muito bem!
- E o que é que ele fez?
-Mandou seus homens irem consultar o Senhor sobre as palavras do livro e sobre o seu problema. E assim Safã, Hilquias e mais três homens foram consultar a profetisa Hulda.
- O que é uma profetiza?
- Profetiza era uma mulher a quem as pessoas recorriam quando queriam saber a opinião de Deus sobre um assunto. As pessoas falavam com ela e ela falava com Deus e depois dava-lhes a resposta de Deus. - Explicou ela com paciência. - E Hulda deu-lhes a resposta de Deus dizendo: “ Assim diz o Senhor: trarei males sobre este lugar e sobre seus moradores, porque eles se esqueceram de mim.”

- Ohhh! - exclamou o Josias.
- Mas Deus também deu uma mensagem especial para Josias, por ele se ter preocupado com a situação, ao saber que estava a proceder mal. Disse-lhe que ele não iria ferir o povo enquanto ele fosse vivo. - fez uma pausa para virar a pagina. - Então Josias reuniu todo o povo e juntos foram ao Templo. No Templo o rei leu o Livro da Lei para que todos soubessem o que estava escrito e prometeu a Deus que obedeceria ás palavras do livro e que seguiria a Deus de todo o coração.
- E ele fez o que prometeu? – perguntou o Josias.
- Sim. Depois da promessa que ele fez a Deus ele destruiu todos os altares que o povo tinha feito para adorar outros deuses, deuses que na verdade não existem. E ensinou o povo de que só deviam adorar ao verdadeiro Deus. E a promessa que Deus lhe fez, Deus a cumpriu, porque Deus cumpre as suas promessas. Enquanto o rei Josias viveu, Deus não enviou males ao povo.
- Ser rei é muito difícil.- comentou o Josias muito serio. - Têm que se fazer coisas acertadas. - A mana concordou. - Eu gostava de ser um rei como o rei Josias. Ele foi um bom rei porque fez o que Deus mandou e por isso o povo viveu bem enquanto ele reinou, não foi mana? – perguntou o Josias com o peito cheio de ar.

- Sim meu amor, a Bíblia diz que como ele, não houve outro igual. – a estas palavras da mana, o Josias já pouco prestou atenção. Tinha pegado na Bíblia ilustrada e começado a dizer para os seus peluches:
- Temos que fazer o que Deus manda, para que não fique triste connosco.

retirado do blog ..
http://magna-historinhas.blogspot.com

sábado, 18 de abril de 2009

quarta-feira, 15 de abril de 2009

segunda-feira, 13 de abril de 2009

CRIANDO FILHOS FELIZES E OBEDIENTES

O escritor e jornalista Jehozadak Pereira faz uma reflexão a partir de Provérbios 13:24 e do Salmo 127:3-4


Certamente você deve estar se perguntando como conseguir isto. De que modo e forma isto - criar filhos felizes e obedientes, é possível? Rapidamente vamos ver juntos que isto - criar filhos felizes e obedientes é possível, mediante os padrões bíblicos.

Muitos vão me dizer que criar filhos nos dias hodiernos é extremamente difícil e complicado. Eu posso afirmar que criar filhos sempre foi difícil e complicado. Só quem os tem sabe o que estou dizendo. Vivemos numa época onde a falta de educação, a falta de respeito, a irreverência, é notória e invariavelmente começa dentro de casa. Pais que criam os seus filhos de qualquer modo, negando-lhes atenção, amor e carinho, e pior ainda, negam-lhes a oportunidade de conhecer o Salvador Jesus Cristo.

Ao escrever neste espaço, tenho aberto o meu e-mail e através dele tenho recebido correspondência de pais, mães, professores, e até de jovens e crianças. Alguns concordam ou discordam do que escrevo, outros pedem informações, ou pedem conselhos, sobre como tratar seus filhos. Para os que me pedem conselhos eu costumo indicar prescrições bíblicas, pois contra estas não há contra-indicações. Mas o que espanta é ver uma grande quantidade de pais que são reféns dos seus filhos. Vivemos numa sociedade onde quem manda na maioria das vezes são as crianças que sequer tem discernimento para saber o que é certo ou errado, e por isso mesmo tratam seus pais como escravos. É certo que diante de tantos fatos e circunstâncias, como a de pais que trabalham fora o dia todo, às vezes em mais de um emprego, para dar aos filhos tudo aquilo que não tiveram. Nós temos invariavelmente uma qualidade de vida melhor que a de nossos pais, e os nossos filhos uma vida infinitamente melhor que a nossa.

Mas isto não justifica que filhos sejam criados sem a devida disciplina e correção. Hoje vemos cada vez mais crianças independentes e autônomas, que sabem tudo, menos como obedecer a seus pais, mesmo porque isto não é lhes ensinado.

Muitos pais pensam que dar aos seus filhos tudo o que eles querem e às vezes (não) precisam, é dar-lhes educação. Porém, o que os filhos mais precisam é de disciplina. E disciplina significa educação, e a humanidade padece hoje da falta (absoluta) de educação.

A pequena e esperta M é uma menina ativa e parece estar sempre "ligada" na tomada. Suas tiradas são geniais e ela cativa a tudo e todos. Mas M é o que chamamos de "arteira". Vive aprontando umas poucas e boas. Cada vez que seu pai ia lhe corrigir, ela (espertamente) ameaçava vomitar, e seu pai junto. Isto aconteceu algumas vezes, até o dia em que o pai muito bravo disse a menina que ela podia vomitar tudo o que quisesse, mas ela seria castigada de qualquer jeito. Não é preciso dizer, que ela foi disciplinada adequadamente, não vomitou e nunca mais teve ânsias. Vejam o artifício da pequena M. Fez a primeira vez, e não aconteceu nada, daí fez mais vezes até seu pai ver que ou corrigia a menina ou ela o dominaria. Felizmente ele aplicou o preceito bíblico e tudo acabou bem.

Este felizmente é um quadro que ainda acontece em muitos lares.

O pastor Samuel Barreto Barbosa conta no seu livro No Contexto do Fim uma história interessante sobre falta de disciplina. Certa vez ele precisou ir à casa de uma senhora membro da sua igreja, a televisão estava ligada e cada vez que a mulher desligava a televisão o filho dela brigava e ligava de volta. Constrangida, a mãe desculpava-se com o seu pastor, dizendo que o menino era "terrível". Terrível, desobediente e teimoso. Sentindo que a mãe não iria conseguir dominar o menino e que ele também perderia o controle da situação, o pastor espertamente pediu que lhe fosse dado um copo de água.

Aproveitando da ausência da mãe, na sala, o pastor disse firmemente ao menino que iria desligar a televisão e queria ver se ele seria "homem" o suficiente para ligar de volta. Diante da autoridade imposta com firmeza o garoto decidiu não medir forças com o pastor Samuel.

Este infelizmente é um quadro que acontece em muitos lares.

T tem quase setenta anos, e para sua tristeza está muito longe dos seus filhos. Às vezes chora de solidão junto com a sua mulher. Algumas vezes ele foi agredido pelos filhos. Alguns ele não vê a anos, e sequer sabe por onde andam. Na infância deles, deu-lhes tudo o que eles precisavam e sequer pediam. Pensava que os criava com disciplina. Durante a sua vida algumas vezes agrediu seu pai, que bebia e certa vez na sua casa ao receber a visita inesperada dos seus pais, os fez entrar por uma porta lateral e os escondeu dos amigos distintos que o visitava na ocasião. Disse às visitas que eram "parentes" do interior que haviam chegado. O resultado ele pode colher em Provérbios 30:11. Tempos depois um dos seus filhos o colocou para ser serviçal em sua casa junto com a sua mulher. T esqueceu-se da mais elementar prescrição bíblica que está contida em Deuteronômio 5:16.

T colheu na sua vida a agressão com que agrediu seu pai, e a humilhação com que impôs a sua mãe. A Bíblia não erra. A bênção pela bênção, a maldição pela maldição.

Pais agredidos e mães humilhadas são uma constante em muitos lares.

Infelizmente.

Alguns até com brutalidade chocante. Lembro de uma história que meus filhos contavam de um colega de classe que batia na mãe diariamente sem qualquer motivo, uma vez que a mãe não podia reagir às agressões.

Alguns podem justificar a atitude de T dizendo que ele agiu certo ao agredir seu pai. Errado. Deuteronômio 5:16 diz claramente "Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que vá bem na terra...", a ordenança é clara honrar pai e mãe. Alguns poderiam me dizer que eu não conheço seu pai ou não sei da atitude da sua mãe. A Bíblia fala que é para honrar independentemente do que eles são.

Isto sem contar o abandono e desprezo a que muitos pais e mães estão submetidos pelos filhos, que o digam os asilo lotados. Certa vez ouvi falar que nos asilos os velhos morrem de dor e de solidão. Eu sei que muitos filhos cuidam mais bem dos seus pais do que de si mesmos. Estes são abençoados.

Muitos pais especialmente os crentes não se lembram de propósito do que diz Deuteronômio 6:6-7 "Estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração; tu as inculcarás aos teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te" ou ainda não praticam o conselho de Salomão em Provérbios 23:13 "Não retires da criança a disciplina, pois se a fustigares com a vara, não morrerá".

Certa vez após uma palestra uma mãe me perguntou qual a minha receita para os filhos rebeldes dela. Eu citei para ela este versículo acima. Meses depois ao voltar à mesma igreja para nova palestra a mãe estava lá para agradecer a indicação e dizer uma coisa engraçadíssima, de que a vara não era santa, mas, fazia "milagres". O que ela queria dizer é que havia colocado em prática o preceito de Salomão e dera excelentes resultados e segundo as suas próprias palavras os seus filhos eram outras crianças.

Não estou fazendo a apologia de que você deva dar uma surra por dia (se bem que há alguns que merecem até duas) nos seus filhos, o que quero lhe dizer é que você deve discipliná-los com energia e vigor segundo os preceitos bíblicos. Alguns terapeutas dizem que não se deve corrigir fisicamente uma criança, pois isto pode deixá-la traumatizada ou revoltada. Conversa fiada. Vejamos o que nos diz Provérbios 23:14 "Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno". Veja também Provérbios 19:18.

Lembre-se de que você não deve bater no rosto, puxar orelhas, cabelo, beliscar, chutar, e que há uma certa região glúteo que é adequada para a disciplina dos pequenos. Se você é pai ou mãe de um "surdinho" ou "surdina" que só te ouve quando os decibéis dos teus gritos incomodam o quarteirão inteiro, você precisa ler detidamente Provérbios 22:15.

Há também os pais que negligenciam o ensinamento de coisas básicas aos seus filhos. Tempos atrás eu ministrava uma série de palestras para as senhoras de uma determinada igreja, e quando falava do comprometimento espiritual que há no programa, dito educativo Castelo -Tim-Bum uma mãe muito brava me disse que não devia "falar" mal do programa, pois os seus filhos ainda pequenos aprendiam muita coisa com a série. Inclusive noções de higiene pessoal. Disse a ela que a obrigação de ensinar isto aos filhos é dos pais e não da televisão. Logo depois soube que os filhos dela eram os mais indisciplinados, os que mais choravam e davam trabalho no berçário e maternal da igreja. Lógico que tudo se encaixava. Como esta mãe e pai, há muitos pais que transferem a educação e a disciplina dos seus filhos para outros, para a televisão, e sem dúvida alguma pagarão um preço muito caro por isso.

Todos sabemos que há crianças que são verdadeiros anjos, são dóceis e obedientes, acatam tudo o que seus pais falam. É preciso saber que criança quando chora é porque alguma coisa não vai bem. Outro dia eu estava numa loja e vi uma mãe com seus três filhos. Os dois mais velhos ainda pequenos estavam sentados tranqüilos, mas o que parecia ser o caçula da turma, conseguiu transformar o ambiente com os gritos e seu choro. Em poucos minutos todos viram que aquele pequeno menino dominava sua mãe fazendo dela gato e sapato com a sua birra. Ela dava a ele biscoitos e ele queria mais, ela dava e ele jogava no chão e pisava em cima e tome choro e má-criação. Logo, todos os olhos dos que estavam na loja voltaram-se para o "show" que o moleque estava dando, e era possível ler nas expressões da maioria "se fosse meu filho eu dava uma surra nele". E eu posso apostar que a metade os que estavam ali dariam mesmo a tal surra, a outra metade ia correr atrás do moleque.

Os exemplos de M e T, do menino "amigo" do pastor Samuel Barreto ou mesmo os filhos da prezada irmã agradecida dizem tudo acerca de como criar os filhos ou de como não criá-los. Você já não sentiu vontade de ajudar algum pai ou mãe a disciplinar um filho rebelde e desobediente, ou ainda sem a devida educação e respeito? Certamente que sim.

Faço uma pergunta direta: você sabe onde está o seu filho ou filha neste instante? O que eles estão fazendo, lendo, ouvindo, assistindo? O melhor amigo ou amiga de seu filho é um estranho? Já pensou pai, que você deveria ser o melhor amigo do seu filho? Já pensou mãe, que você poderia ser a melhor amiga da sua filha? Vocês só teriam a ganhar com isto. É quase certo que os interesses mútuos serão conflitantes, mas você já perguntou aos seus filhos se os lugares aonde eles vão cabe você? Muitos pais acham que um bom dia ou boa noite é o suficiente para "participarem" da vida dos seus filhos.

Que o digam os pastores das igrejas ao ouvirem o lamento de pais e mães, que um dia negligenciaram a educação dos filhos e filhas. O preço a pagar pela falta de atenção é muito caro, e certamente Deus vai requerer isto de cada um.

O que quero dizer é que a interação de pais e filhos é gratificante para todos - pais e filhos. Pais não devem projetar nos seus filhos o que eles não foram, tampouco devem escolher para eles com quem se casar, mas sim orientá-los adequadamente (isto é assunto para outra ocasião).

Pais têm o dever e a obrigação de dar aos seus filhos disciplina, correção, carinho, afeto, amor, ensinar as primeiras letras sagradas, participar ativamente dos seus primeiros anos de vida, e lembro de que quando os meus filhos eram pequenos das tantas vezes que cuidei, dei mamadeira, pus para dormir, dei banho, troquei fraldas e finalmente pude dizer-lhes e ensinar-lhes acerca das coisas do céu. Aprendi com eles coisas que em nenhuma escola do mundo aprenderia, e creio que muitos também tiveram este privilégio.

Pais têm também o dever de não aborrecer seus filhos provocando-lhes a ira, mas criando-os na admoestação e temor da Palavra de Deus - Efésios 6:4.

Filhos têm a obrigação bíblica de obedecerem aos seus pais - Efésios 6:1, de honrá-los, de retribuírem a eles amor, carinho, dedicação. De agradecer a Deus a cada dia por eles existirem, e de os compreenderem sempre, pois não se esqueça que entre vocês e eles existem alguns anos de diferença e, sobretudo uma diferença de geração que deve ser levada em consideração. Alguns conselhos contidos na santa Palavra de Deus se fazem necessários de ser lembrados e você deve anotá-los na sua Bíblia; Provérbios 1:8, 10:1, 13:1, 19:26, 26:11, e 30:11-14 entre outros, e aos pais igualmente recomendo 2:12, 13:24, 19:18, 23:13-14 e 22, 29:15, e 29:17 também entre tantos outros.

Por fim lembro que os filhos são herança e presente de Deus para nós pais - Salmo 127:3-4, criá-los no temor, na disciplina e nos caminhos do Senhor é nossa obrigação, e só assim teremos criado filhos felizes e obedientes.

Que Deus nos ajude e abençoe a cumprir cada um destes preceitos.


Jehozadak A. Pereira Dedico este artigo a Danyela, Junior e Bruna Regina, meus filhos amados presentes de Deus. É autor do livro "O Que são Temperamentos? Que pode ser adquirido no site: www.chamada.com.br




domingo, 5 de abril de 2009

A PAZ AMADOS ..
MAIS UMA VEZ ESTAMOS AQUI PARA PEDIR A AJUDA
E PACIÊNCIA DOS IRMÃOS QUE NOS SOLICITAM TANTOS MATERIAIS ,
COM INÚMEROS PEDIDOS LÁ NO NOSSO ORKUT ...
GOSTARÍAMOS DE AGRADECER PELA CONFIANÇA EM NÓS E TAMBÉM PEDIR AOS AMADOS QUE NOS CUBRAM COM VOSSAS ORAÇÕES POIS TEMOS PASSADOS POR MOMENTOS DIFÍCEIS.
NOSSO MINISTÉRIO É TOTALMENTE VOLUNTÁRIO. VIVEMOS COM SALÁRIOS A PARTIR DE NOSSOS TRABALHOS SECULARES,
ÀS VEZES DEMORAMOS UM POUCO NAS RESPOSTAS A TANTOS PEDIDOS , POIS REALMENTE FICA DIFÍCIL , SÃO PESQUISAS ENORMES E TRABALHOSAS ,
POR ISSO GOSTARIA Q TODOS OS PEDIDOS FEITOS , VOCÊS DEPOIS DE RECEBEREM ENVIASSEM UM EMAIL OU RECADO LÁ NO ORKUT , CONFIRMANDO , POIS AS VEZES ENVIO 50 PEDIDOS DE MATERIAIS NUM DIA SÓ.
ENTÃO PEÇO A GENTILEZA PRA SEMPRE CONFIRMAREM O RECEBIMENTO DOS MESMO ..
FICAMOS GRATOS E FELIZES POR AJUDA-LOS NESSE MINISTÉRIO ..
NOS ENVIE MATERIAIS TAMBÉM ..
BEIJOS

QUEM É VOCÊ?

DE QUAL ESTADO BRASILEIRO VC È/

NOSSA FAMÍLIA LINDA

CULTO INFANTIL DIA 12/10/08-NA IEQ - BAIRRO NOVA AMÉRICA VILA VELHA

I MOSTRA DE COREOGRAFIAS INFANTO JUVENIL- 27/09/08 .IEQ DE NOVA AMÉRICA - VILA VELHA - E.S

MINISTRAÇÃO NO RETIRO DA IGREJA BATISTA RENOVADA - NO SÍTIO FÉ NA ESTRADA -SETEMBRO DE 2008

MINISTRAÇÃO DO TIO FABRÍCIO - CULTO - I.E.Q BAIRRO CONSOLAÇÃO - VITÓRIA

FESTA DO ESQUISITO

CULTO DE MISSÕES - ABRIL 2008

CULTO DE PÁSCOA -2008

CULTO INFANTIL FEV.2008

CONGRESSO DE LIDERANÇA DO MINISTERIO INFANTIL QUADRANGULAR NO E.S - MAIO DE 2008

CULTO DIA DAS MÃES- MAIO DE 2008

CONFRATERNIZAÇÃO- JANEIRO DE 2008

CULTO DE TALENTOS -NOVEMBRO DE 2007 (em breve mais fotos)

CULTO DIA DAS CRIANÇAS -2007

CULTO MELZINHA ABELHINHA - AGOSTO DE 2007