quarta-feira, 29 de julho de 2009

COMUNICADO

GOSTARIA DE AVISAR AOS AMADOS IRMÃOS , QUE TEMPORARIAMENTE ESTAREMOS SEM INTERNET , ENTAO ALGUNS PEDIDOS DE ARTIGOS E MATERIAIS , NÃO PODEREI RESPONDER , RAPIDAMENTE.
QUANDO TUDO NORMALIZAR ESTAREMOS, A DISPOSIÇÃO PRA ESCLARECIMENTOS

terça-feira, 30 de junho de 2009

SELINHOS ESPECIAIS



ESSE NÓS RECEBEMOS DE :http://cultoeebdinf.blogspot.com/
TIA ANA D'AVILA, OBRIGADA




ESSE NÓS GANHAMOS DE: http://searadospequeninos.blogspot.com/














Ganhei este selinho especial do blog:
http://ebdtiacris.blogspot.com

Presente tia Cris, Obrigada amiga , Deus te abençõe.


Para recebê-lo tenho que :

  • ESCREVER oito caracteristicas minhas;
  • Convidar oito amigos (Blogs) para responder também;
  • Comentar no Blog de quem nos convidou;
  • Comentar no Blog dos nossos amigos, para que saibam da convocação;

CARACTERÍSTICAS:

1.º Amamos à Deus e Sua Palavra.
2.º Amamos nossa família .
3.º Amamos nosso ministério com as crianças.
3.º Gostamos de aprender.
4.º Gostamos de abençoar as pessoas com esse blog
5.º Amamos nossos alunos.
6.º somos divertidos e felizes.
7.º Somos persistente
8- Nos amamos.

nosso blog nota 10 é:

  • http://ebdtiacris.blogspot.com
  • http://searadospequeninos.blogspot.com/
  • http://cultoeebdinf.blogspot.com/


CONVITE


PARTICIPEM

quinta-feira, 21 de maio de 2009

DIA DAS MÃES

AMADOS MAIS UMA BENÇÃO A EXPERIENCIA DE VER O NOSSO TRABALHO RECONHECIDO ,MAIS UMA PEÇA REALIZADA RETIRADA AQUI DO BLOG ,
AQUI FOI NA IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS BAIRRO DA PENHA, EM VITORIA - NO ESPÍRITO SANTO

PEÇA TEATRAL JARDIM DAS FLORES


O ANJO TRAZ AS SEMENTES




**************************************************************************************
JOGRAL :MÃE DE TODAS AS HORAS

ESSA É AMANDA E DIZ:
Olhem só que meninada Rasgam sempre as roupinhas Eu fico muito zangada Quando rasgam as calcinhas

ESSA E MARIA DA PENHA E ABIGAIL QUE DIZ:Menino, preste atenção: A mamãe vai te ensinar Estudemos a lição Para a mestra não zangar

TODAS AS CRIANÇAS POSANDO PARA FOTOS


ESSA É ESTER COM JULIA QUE DIZ ASSIM:Já é hora de dormir Faça a sua oração Ajoelhe-se a sorrir E entregue o seu coração

AO FINAL AS MAMÃES RECEBENDO ORAÇÃO


PARA VER MAIS FOTOS DESSE CULTO ACESSE O PROFILE DA IRMÃ GISELLE http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=3301601007556750642 , QUE É A LÍDER DO MINISTÉRIO INFANTIL LOCAL ,
E PARA VER A PEÇA TEATRAL E O JOGRAL COMPLETOS
ENTRE AQUI MESMO NO NOSSO BLOG EM DATAS COMEMORATIVAS , DIA DAS MÃES; TEATRO OU JOGRAL

quarta-feira, 22 de abril de 2009

A PAZ DO SENHOR AMADOS ..
A PARTIR DESSE MÊS DECIDIMOS POSTAR ALGUNS MATERIAIS QUE FAZEMOS.
E TAMBÉM ENTRAMOS COM UM CURRÍCULO COMPLETO DE PERSONAGENS BÍBLICOS QUE TIVERAM SUAS HISTÓRIAS MARCADAS DESDE A INFÂNCIA, ENTRAMOS COM TÓPICO NOVO QUE SE CHAMARÁ : "CRIANÇAS DA BÍBLIA".
DEIXE O SEU COMENTÁRIO NO NOSSO MURAL E FAÇA PEDIDO DOS PERSONAGENS QUE QUER VER AQUI.
TAMBÉM COLOCAREMOS AINDA ESSE MÊS MAIS NOVIDADES PRO DIA DAS MÃES. OBRIGADO POR NOS AJUDAR A DEIXAR O BLOG CADA DIA MELHOR E COMPLETO ..
BJS

O REI JOSIAS



- Josias que estás a fazer? – pergunta a mana ao passar pelo quarto do pequenote.
- Estou a brincar aos Reis – exclamou o Josias com um ar muito importante.
- Pois, estou a ver! – disse a mana muito divertida. – Até tens uma coroa.
- E uma capa. – acrescentou, dando uma voltinha para que ela a pudesse ver.
- Então és um rei. E como se chama o rei? - perguntou a mana que parecia querer entrar na brincadeira.

- Ora, chama-se Josias. Tem o meu nome, porque sou eu que sou o rei. – respondeu como se fosse algo óbvio.
- HmmJosias dizes tu? Sabes que existiu um rei com o teu nome? – perguntou a mana enquanto se dirigia a prateleira dos livros do Josias.
- Existiu mesmo, mana? Um rei a sério? – perguntou ele cheio de curiosidade.
- Sim, existiu há muitos, muitos anos. Onde está a Bíblia com imagens que a mãe te deu? – perguntou ainda remexendo por entre os livros.
- Está aqui mana, na minha mesa de cabeceira. – disse o pequenote apontando para a mesinha que ficava ao lado da cama. – eu gosto que a mamã me leia antes de dormir.
- Passa-ma cá, se faz favor. – pediu a irmã.
O Josias pegou no livro e dirigiu-se à irmã, sentando-se no colo dela.
- Deixa-me cá ver onde está. – disse ela enquanto desfolhava o livro, procurando pela história. – Encontrei-a! – exclamou mostrando ao pequeno as ilustrações.
- Mas mana, esse não é um rei, é só um menino! – afirmou o Josias muito certo daquilo que estava a dizer.
- Mas é mesmo este. É que este menino que se chamava Josias como tu, tornou-se rei quando tinha oito aninhos.


Quando o rei Josias tinha 26 anos, enviou o escriba Safã ao templo, para que ele dissesse a Hilquias, o sumo sacerdote, para ele usar o dinheiro que tinha sido trazido á casa do Senhor para concertar o templo que estava em más condições devido ás muitas guerras.

Um dia Hilquias entregou a Safã o Livro da Lei que tinha encontrado no Templo, para que ele pudesse ler. Safã, imediatamente o levou ao rei Josias e leu para ele.
- Mana, o que era o Livro da Lei? - perguntou o Josias que ouvia a história com muita atenção.
- O Livro da Lei era um livro que tinha sido escrito por Moisés com instruções de Deus de como se devia viver e o que se devia e não devia fazer.
- Então era um livro muito importante! - comentou muito acertadamente.
- Sim... Um livro muito, muito importante. - concordou a mana. - Quando o rei Josias ouviu o que estava escrito nele, rasgou as roupas para mostrar que estava muito triste e preocupado.
- Porque é que ele ficou triste? Eu ficava contente se encontrasse um livro tão importante. - O Josias parecia confuso.

- Ficou triste porque, ao ler o que nele estava escrito, descobriu que ele e o povo não estavam a fazer o que Deus tinha ordenado e sabia que Deus estava zangado.
- Mas mana, ele não sabia.
- Agora já sabia! E o que se deve fazer quando se aprende que se estava a proceder de forma errada?
- Deve-se pedir desculpa e não fazer outra vez. Não é mana?
- Muito bem!
- E o que é que ele fez?
-Mandou seus homens irem consultar o Senhor sobre as palavras do livro e sobre o seu problema. E assim Safã, Hilquias e mais três homens foram consultar a profetisa Hulda.
- O que é uma profetiza?
- Profetiza era uma mulher a quem as pessoas recorriam quando queriam saber a opinião de Deus sobre um assunto. As pessoas falavam com ela e ela falava com Deus e depois dava-lhes a resposta de Deus. - Explicou ela com paciência. - E Hulda deu-lhes a resposta de Deus dizendo: “ Assim diz o Senhor: trarei males sobre este lugar e sobre seus moradores, porque eles se esqueceram de mim.”

- Ohhh! - exclamou o Josias.
- Mas Deus também deu uma mensagem especial para Josias, por ele se ter preocupado com a situação, ao saber que estava a proceder mal. Disse-lhe que ele não iria ferir o povo enquanto ele fosse vivo. - fez uma pausa para virar a pagina. - Então Josias reuniu todo o povo e juntos foram ao Templo. No Templo o rei leu o Livro da Lei para que todos soubessem o que estava escrito e prometeu a Deus que obedeceria ás palavras do livro e que seguiria a Deus de todo o coração.
- E ele fez o que prometeu? – perguntou o Josias.
- Sim. Depois da promessa que ele fez a Deus ele destruiu todos os altares que o povo tinha feito para adorar outros deuses, deuses que na verdade não existem. E ensinou o povo de que só deviam adorar ao verdadeiro Deus. E a promessa que Deus lhe fez, Deus a cumpriu, porque Deus cumpre as suas promessas. Enquanto o rei Josias viveu, Deus não enviou males ao povo.
- Ser rei é muito difícil.- comentou o Josias muito serio. - Têm que se fazer coisas acertadas. - A mana concordou. - Eu gostava de ser um rei como o rei Josias. Ele foi um bom rei porque fez o que Deus mandou e por isso o povo viveu bem enquanto ele reinou, não foi mana? – perguntou o Josias com o peito cheio de ar.

- Sim meu amor, a Bíblia diz que como ele, não houve outro igual. – a estas palavras da mana, o Josias já pouco prestou atenção. Tinha pegado na Bíblia ilustrada e começado a dizer para os seus peluches:
- Temos que fazer o que Deus manda, para que não fique triste connosco.

retirado do blog ..
http://magna-historinhas.blogspot.com

sábado, 18 de abril de 2009

quarta-feira, 15 de abril de 2009

segunda-feira, 13 de abril de 2009

CRIANDO FILHOS FELIZES E OBEDIENTES

O escritor e jornalista Jehozadak Pereira faz uma reflexão a partir de Provérbios 13:24 e do Salmo 127:3-4


Certamente você deve estar se perguntando como conseguir isto. De que modo e forma isto - criar filhos felizes e obedientes, é possível? Rapidamente vamos ver juntos que isto - criar filhos felizes e obedientes é possível, mediante os padrões bíblicos.

Muitos vão me dizer que criar filhos nos dias hodiernos é extremamente difícil e complicado. Eu posso afirmar que criar filhos sempre foi difícil e complicado. Só quem os tem sabe o que estou dizendo. Vivemos numa época onde a falta de educação, a falta de respeito, a irreverência, é notória e invariavelmente começa dentro de casa. Pais que criam os seus filhos de qualquer modo, negando-lhes atenção, amor e carinho, e pior ainda, negam-lhes a oportunidade de conhecer o Salvador Jesus Cristo.

Ao escrever neste espaço, tenho aberto o meu e-mail e através dele tenho recebido correspondência de pais, mães, professores, e até de jovens e crianças. Alguns concordam ou discordam do que escrevo, outros pedem informações, ou pedem conselhos, sobre como tratar seus filhos. Para os que me pedem conselhos eu costumo indicar prescrições bíblicas, pois contra estas não há contra-indicações. Mas o que espanta é ver uma grande quantidade de pais que são reféns dos seus filhos. Vivemos numa sociedade onde quem manda na maioria das vezes são as crianças que sequer tem discernimento para saber o que é certo ou errado, e por isso mesmo tratam seus pais como escravos. É certo que diante de tantos fatos e circunstâncias, como a de pais que trabalham fora o dia todo, às vezes em mais de um emprego, para dar aos filhos tudo aquilo que não tiveram. Nós temos invariavelmente uma qualidade de vida melhor que a de nossos pais, e os nossos filhos uma vida infinitamente melhor que a nossa.

Mas isto não justifica que filhos sejam criados sem a devida disciplina e correção. Hoje vemos cada vez mais crianças independentes e autônomas, que sabem tudo, menos como obedecer a seus pais, mesmo porque isto não é lhes ensinado.

Muitos pais pensam que dar aos seus filhos tudo o que eles querem e às vezes (não) precisam, é dar-lhes educação. Porém, o que os filhos mais precisam é de disciplina. E disciplina significa educação, e a humanidade padece hoje da falta (absoluta) de educação.

A pequena e esperta M é uma menina ativa e parece estar sempre "ligada" na tomada. Suas tiradas são geniais e ela cativa a tudo e todos. Mas M é o que chamamos de "arteira". Vive aprontando umas poucas e boas. Cada vez que seu pai ia lhe corrigir, ela (espertamente) ameaçava vomitar, e seu pai junto. Isto aconteceu algumas vezes, até o dia em que o pai muito bravo disse a menina que ela podia vomitar tudo o que quisesse, mas ela seria castigada de qualquer jeito. Não é preciso dizer, que ela foi disciplinada adequadamente, não vomitou e nunca mais teve ânsias. Vejam o artifício da pequena M. Fez a primeira vez, e não aconteceu nada, daí fez mais vezes até seu pai ver que ou corrigia a menina ou ela o dominaria. Felizmente ele aplicou o preceito bíblico e tudo acabou bem.

Este felizmente é um quadro que ainda acontece em muitos lares.

O pastor Samuel Barreto Barbosa conta no seu livro No Contexto do Fim uma história interessante sobre falta de disciplina. Certa vez ele precisou ir à casa de uma senhora membro da sua igreja, a televisão estava ligada e cada vez que a mulher desligava a televisão o filho dela brigava e ligava de volta. Constrangida, a mãe desculpava-se com o seu pastor, dizendo que o menino era "terrível". Terrível, desobediente e teimoso. Sentindo que a mãe não iria conseguir dominar o menino e que ele também perderia o controle da situação, o pastor espertamente pediu que lhe fosse dado um copo de água.

Aproveitando da ausência da mãe, na sala, o pastor disse firmemente ao menino que iria desligar a televisão e queria ver se ele seria "homem" o suficiente para ligar de volta. Diante da autoridade imposta com firmeza o garoto decidiu não medir forças com o pastor Samuel.

Este infelizmente é um quadro que acontece em muitos lares.

T tem quase setenta anos, e para sua tristeza está muito longe dos seus filhos. Às vezes chora de solidão junto com a sua mulher. Algumas vezes ele foi agredido pelos filhos. Alguns ele não vê a anos, e sequer sabe por onde andam. Na infância deles, deu-lhes tudo o que eles precisavam e sequer pediam. Pensava que os criava com disciplina. Durante a sua vida algumas vezes agrediu seu pai, que bebia e certa vez na sua casa ao receber a visita inesperada dos seus pais, os fez entrar por uma porta lateral e os escondeu dos amigos distintos que o visitava na ocasião. Disse às visitas que eram "parentes" do interior que haviam chegado. O resultado ele pode colher em Provérbios 30:11. Tempos depois um dos seus filhos o colocou para ser serviçal em sua casa junto com a sua mulher. T esqueceu-se da mais elementar prescrição bíblica que está contida em Deuteronômio 5:16.

T colheu na sua vida a agressão com que agrediu seu pai, e a humilhação com que impôs a sua mãe. A Bíblia não erra. A bênção pela bênção, a maldição pela maldição.

Pais agredidos e mães humilhadas são uma constante em muitos lares.

Infelizmente.

Alguns até com brutalidade chocante. Lembro de uma história que meus filhos contavam de um colega de classe que batia na mãe diariamente sem qualquer motivo, uma vez que a mãe não podia reagir às agressões.

Alguns podem justificar a atitude de T dizendo que ele agiu certo ao agredir seu pai. Errado. Deuteronômio 5:16 diz claramente "Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que vá bem na terra...", a ordenança é clara honrar pai e mãe. Alguns poderiam me dizer que eu não conheço seu pai ou não sei da atitude da sua mãe. A Bíblia fala que é para honrar independentemente do que eles são.

Isto sem contar o abandono e desprezo a que muitos pais e mães estão submetidos pelos filhos, que o digam os asilo lotados. Certa vez ouvi falar que nos asilos os velhos morrem de dor e de solidão. Eu sei que muitos filhos cuidam mais bem dos seus pais do que de si mesmos. Estes são abençoados.

Muitos pais especialmente os crentes não se lembram de propósito do que diz Deuteronômio 6:6-7 "Estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração; tu as inculcarás aos teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te" ou ainda não praticam o conselho de Salomão em Provérbios 23:13 "Não retires da criança a disciplina, pois se a fustigares com a vara, não morrerá".

Certa vez após uma palestra uma mãe me perguntou qual a minha receita para os filhos rebeldes dela. Eu citei para ela este versículo acima. Meses depois ao voltar à mesma igreja para nova palestra a mãe estava lá para agradecer a indicação e dizer uma coisa engraçadíssima, de que a vara não era santa, mas, fazia "milagres". O que ela queria dizer é que havia colocado em prática o preceito de Salomão e dera excelentes resultados e segundo as suas próprias palavras os seus filhos eram outras crianças.

Não estou fazendo a apologia de que você deva dar uma surra por dia (se bem que há alguns que merecem até duas) nos seus filhos, o que quero lhe dizer é que você deve discipliná-los com energia e vigor segundo os preceitos bíblicos. Alguns terapeutas dizem que não se deve corrigir fisicamente uma criança, pois isto pode deixá-la traumatizada ou revoltada. Conversa fiada. Vejamos o que nos diz Provérbios 23:14 "Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno". Veja também Provérbios 19:18.

Lembre-se de que você não deve bater no rosto, puxar orelhas, cabelo, beliscar, chutar, e que há uma certa região glúteo que é adequada para a disciplina dos pequenos. Se você é pai ou mãe de um "surdinho" ou "surdina" que só te ouve quando os decibéis dos teus gritos incomodam o quarteirão inteiro, você precisa ler detidamente Provérbios 22:15.

Há também os pais que negligenciam o ensinamento de coisas básicas aos seus filhos. Tempos atrás eu ministrava uma série de palestras para as senhoras de uma determinada igreja, e quando falava do comprometimento espiritual que há no programa, dito educativo Castelo -Tim-Bum uma mãe muito brava me disse que não devia "falar" mal do programa, pois os seus filhos ainda pequenos aprendiam muita coisa com a série. Inclusive noções de higiene pessoal. Disse a ela que a obrigação de ensinar isto aos filhos é dos pais e não da televisão. Logo depois soube que os filhos dela eram os mais indisciplinados, os que mais choravam e davam trabalho no berçário e maternal da igreja. Lógico que tudo se encaixava. Como esta mãe e pai, há muitos pais que transferem a educação e a disciplina dos seus filhos para outros, para a televisão, e sem dúvida alguma pagarão um preço muito caro por isso.

Todos sabemos que há crianças que são verdadeiros anjos, são dóceis e obedientes, acatam tudo o que seus pais falam. É preciso saber que criança quando chora é porque alguma coisa não vai bem. Outro dia eu estava numa loja e vi uma mãe com seus três filhos. Os dois mais velhos ainda pequenos estavam sentados tranqüilos, mas o que parecia ser o caçula da turma, conseguiu transformar o ambiente com os gritos e seu choro. Em poucos minutos todos viram que aquele pequeno menino dominava sua mãe fazendo dela gato e sapato com a sua birra. Ela dava a ele biscoitos e ele queria mais, ela dava e ele jogava no chão e pisava em cima e tome choro e má-criação. Logo, todos os olhos dos que estavam na loja voltaram-se para o "show" que o moleque estava dando, e era possível ler nas expressões da maioria "se fosse meu filho eu dava uma surra nele". E eu posso apostar que a metade os que estavam ali dariam mesmo a tal surra, a outra metade ia correr atrás do moleque.

Os exemplos de M e T, do menino "amigo" do pastor Samuel Barreto ou mesmo os filhos da prezada irmã agradecida dizem tudo acerca de como criar os filhos ou de como não criá-los. Você já não sentiu vontade de ajudar algum pai ou mãe a disciplinar um filho rebelde e desobediente, ou ainda sem a devida educação e respeito? Certamente que sim.

Faço uma pergunta direta: você sabe onde está o seu filho ou filha neste instante? O que eles estão fazendo, lendo, ouvindo, assistindo? O melhor amigo ou amiga de seu filho é um estranho? Já pensou pai, que você deveria ser o melhor amigo do seu filho? Já pensou mãe, que você poderia ser a melhor amiga da sua filha? Vocês só teriam a ganhar com isto. É quase certo que os interesses mútuos serão conflitantes, mas você já perguntou aos seus filhos se os lugares aonde eles vão cabe você? Muitos pais acham que um bom dia ou boa noite é o suficiente para "participarem" da vida dos seus filhos.

Que o digam os pastores das igrejas ao ouvirem o lamento de pais e mães, que um dia negligenciaram a educação dos filhos e filhas. O preço a pagar pela falta de atenção é muito caro, e certamente Deus vai requerer isto de cada um.

O que quero dizer é que a interação de pais e filhos é gratificante para todos - pais e filhos. Pais não devem projetar nos seus filhos o que eles não foram, tampouco devem escolher para eles com quem se casar, mas sim orientá-los adequadamente (isto é assunto para outra ocasião).

Pais têm o dever e a obrigação de dar aos seus filhos disciplina, correção, carinho, afeto, amor, ensinar as primeiras letras sagradas, participar ativamente dos seus primeiros anos de vida, e lembro de que quando os meus filhos eram pequenos das tantas vezes que cuidei, dei mamadeira, pus para dormir, dei banho, troquei fraldas e finalmente pude dizer-lhes e ensinar-lhes acerca das coisas do céu. Aprendi com eles coisas que em nenhuma escola do mundo aprenderia, e creio que muitos também tiveram este privilégio.

Pais têm também o dever de não aborrecer seus filhos provocando-lhes a ira, mas criando-os na admoestação e temor da Palavra de Deus - Efésios 6:4.

Filhos têm a obrigação bíblica de obedecerem aos seus pais - Efésios 6:1, de honrá-los, de retribuírem a eles amor, carinho, dedicação. De agradecer a Deus a cada dia por eles existirem, e de os compreenderem sempre, pois não se esqueça que entre vocês e eles existem alguns anos de diferença e, sobretudo uma diferença de geração que deve ser levada em consideração. Alguns conselhos contidos na santa Palavra de Deus se fazem necessários de ser lembrados e você deve anotá-los na sua Bíblia; Provérbios 1:8, 10:1, 13:1, 19:26, 26:11, e 30:11-14 entre outros, e aos pais igualmente recomendo 2:12, 13:24, 19:18, 23:13-14 e 22, 29:15, e 29:17 também entre tantos outros.

Por fim lembro que os filhos são herança e presente de Deus para nós pais - Salmo 127:3-4, criá-los no temor, na disciplina e nos caminhos do Senhor é nossa obrigação, e só assim teremos criado filhos felizes e obedientes.

Que Deus nos ajude e abençoe a cumprir cada um destes preceitos.


Jehozadak A. Pereira Dedico este artigo a Danyela, Junior e Bruna Regina, meus filhos amados presentes de Deus. É autor do livro "O Que são Temperamentos? Que pode ser adquirido no site: www.chamada.com.br




domingo, 5 de abril de 2009

A PAZ AMADOS ..
MAIS UMA VEZ ESTAMOS AQUI PARA PEDIR A AJUDA
E PACIÊNCIA DOS IRMÃOS QUE NOS SOLICITAM TANTOS MATERIAIS ,
COM INÚMEROS PEDIDOS LÁ NO NOSSO ORKUT ...
GOSTARÍAMOS DE AGRADECER PELA CONFIANÇA EM NÓS E TAMBÉM PEDIR AOS AMADOS QUE NOS CUBRAM COM VOSSAS ORAÇÕES POIS TEMOS PASSADOS POR MOMENTOS DIFÍCEIS.
NOSSO MINISTÉRIO É TOTALMENTE VOLUNTÁRIO. VIVEMOS COM SALÁRIOS A PARTIR DE NOSSOS TRABALHOS SECULARES,
ÀS VEZES DEMORAMOS UM POUCO NAS RESPOSTAS A TANTOS PEDIDOS , POIS REALMENTE FICA DIFÍCIL , SÃO PESQUISAS ENORMES E TRABALHOSAS ,
POR ISSO GOSTARIA Q TODOS OS PEDIDOS FEITOS , VOCÊS DEPOIS DE RECEBEREM ENVIASSEM UM EMAIL OU RECADO LÁ NO ORKUT , CONFIRMANDO , POIS AS VEZES ENVIO 50 PEDIDOS DE MATERIAIS NUM DIA SÓ.
ENTÃO PEÇO A GENTILEZA PRA SEMPRE CONFIRMAREM O RECEBIMENTO DOS MESMO ..
FICAMOS GRATOS E FELIZES POR AJUDA-LOS NESSE MINISTÉRIO ..
NOS ENVIE MATERIAIS TAMBÉM ..
BEIJOS

terça-feira, 31 de março de 2009

SIMPATIA COM O DIABO - MENSAGEM OCULTA NA GLOBO

A Rede Globo de Televisão tem colocado como tema principal em sua novela das 8h a música 'Simpatia Com o Diabo' (Sympathy for the Devil) . Colocamos disponível aqui a tradução desta música para que sirva como um alerta para toda a comunidade cristã. Desejamos que você tire suas próprias conclusões sobre este assunto, pois é por uma mensagem como esta, escondida atrás de uma melodia bonita, que os nossos filhos poderão ser atraídos.

Cuidado. O mundo espiritual é mais REAL do que podemos imaginar...



Sympathy for the Devil Simpatia Com o Diabo

Please allow me to introduce myself
I'm a man of wealth and taste
I've been around for a long, long year
Stole many a man's soul and faith


Por gentileza me permita me apresentar
Sou um homem de fortuna e requinte
Estou por aí já faz alguns anos
Roubei as almas e a fé de muitos homens


And I was 'round when Jesus Christ
Had his moment of doubt and pain
Made damn sure that Pilate
Washed his hands and sealed his fate

E eu estava por perto quando Jesus Cristo
Teve seu momento de duvida e dor
Fiz muita questão que Pilatos

Lavasse suas mãos e selasse seu destino
Pleased to meet you
Hope you guess my name
But what's puzzling you
Is the nature of my game

Um prazer em lhe conhecer
Espero que adivinhem o meu nome
Mas o que lhes intriga
É a natureza do meu jogo

I stuck around St. Petersberg
When I saw it was a time for a change
Killed the Czar and his ministers
Anastasia screamed in vain

Eu aguardei em São Petersburgo
Quando percebi que era hora para mudanças
Matei o Czar e seus ministros
Anastácia gritou em vão

I rode a tank
Held a general's rank
When the Blitzkrieg raged
And the bodies stank

Pilotei um tanque
Usei a patente de general
Quando as blitzkrieg urgiam
E os corpos fediam

Pleased to meet you
Hope you guess my name, oh yeah
What's puzzling you
Is the nature of my game, oh yeah

Um prazer em lhe conhecer
Espero que adivinhem o meu nome
Mas o que lhes intrigam
É a natureza do meu jogo

I watched with glee
While your kings and queens
Fought for ten decades
For the Gods they made

Assisti com orgulho
Enquanto seus reis e rainhas
Lutaram por dez décadas
Pelos deuses que eles criaram

I shouted out
'Who killed the Kennedys?' When after all
It was you and me

Gritei bem alto
'Quem matou os Kennedys?'
Quando afinal de contas
Foi apenas você e eu

Let me please introduce myself
I'm a man of wealth and taste
And I laid traps for troubadors
Who get killed before they reached Bombay

Permita-me por gentileza me apresentar
Sou um homem de fortuna e requinte
Deixei armadilhas para ministreis
Que morreram antes de chegarem a Bombaim

Pleased to meet you
Hope you guessed! my name, oh yeah
But what's puzzling you
Is the nature of my game

Um prazer em lhe conhecer
Espero que adivinhem o meu nome, oh yeah
Mas o que lhes intriga
É a natureza do meu jogo

Pleased to meet you
Hope you guessed my name, oh yeah
But what's confusing you
Is just the nature of my game

Um prazer em lhe conhecer
Espero que adivinhem o meu nome
Mas o que lhes confunde
É a natureza do meu jogo

Just as every cop is a criminal
And all the sinners Saints
As heads is tails
Just call me Lucifer
'Cause I'm in need of some restraint

Assim como todo cana é um criminoso
E todos os pecadores Santos
Como cara é coroa
Basta me chamar de Lúcifer
Pois estou precisando de alguma restrição

So if you meet me
Have some courtesy
Have some sympathy, and some taste
Use all your well-learned politesse
Or I'll lay your soul to waste, um yeah

Então se me conhecer
Tenha alguma delicadeza
Tenha a simpatia, e algum requinte
Use toda sua polidez bem aprendida
Ou deitarei sua alma para apodrecer

Pleased to meet you
Hope you guessed my name, um yeah
But what's puzzling you
Is the nature of my game, um! baby, get down

Prazer em lhe conhecer
Espero que adivinhem o meu nome, oh yeah
Mas o que lhes intrigam
É a natureza do meu jogo

Woo, who
Oh yeah, get on down
Oh yeah
Oh yeah!

Tell me baby, what's my name
Tell me honey, baby guess my name
Tell me baby, what's my name
I tell you one time, you're to blame

Diga-me baby, qual é o meu nome
Diga-me doçura, qual é o meu nome
Diga-me baby, qual é o meu nome
Lhe digo uma vez, é sua culpa

Ooo, who, who
Ooo, who, who
Oh, yeah

Diga-me baby, qual é o meu nome
Diga-me doçura, qual é o meu nome
Diga-me baby, qual é o meu nome
Lhe digo uma vez, é sua culpa

Ooo, who, who
Ooo, who, who
Oh, yeah

CAMINHO DAS ÍNDIAS- BEM OU MAL???

Encaminho e-mail dos Missionários na Índia Paulo e Valdeti.




Nos últimos meses tenho recebido e-mails e até mesmo ligações de pessoas de várias partes do Brasil empolgadas me contando da novela que a globo lançará com uma estória baseada na Índia, com o título "Caminhos da Índia". Começei investigar qual seria a trama da novela e quais seriam os pontos de exploração usados.

Não para minha surpresa descobri que será uma novela totalmente voltada para a divulgação do hinduísmo no Brasil. Para quem não sabe, grande parte da população da Índia é hindu. O hinduísmo é uma religião politeísta com seus mais de 33 milhões de deuses, que são adorados das mais diversas maneiras.

Quando o telespectador brasileiro ligar sua televisão para ver essa novela, estará abrindo as portas de seu lar, sua mente e coração para receber toda a
influência do culto e adoração dado a estes deuses e seus mantras, rituais, sacrifícios e oferendas.


Óbviamente não posso escrever esta carta de uma maneira convincente a todos os telespectadores brasileiros, pois cada um acredita no que quer e ver e recebe o que bem entende.

Mas de uma forma bem específica posso alertar que nós os cristãos comprometidos podemos fácilmente fazer com que essa novela seja um fracasso.O que não seria fazer passeatas, abaixo assinado, greve de fome, etc... Isso sinceramente não resolve nada. A forma mais simples e eficaz seria primeiramente e principalmente sermos sinceros e sensatos e não assistirmos essa novela. Não conectarmos nossos televisores a este canal no momento em que estiver no ar este proselitismo explícito da religião hindu em nossos lares. Não podemos compactuar com esta maldição que está prestes a invadir nossas casas.

Não é hora de sermos hipócritas! Os evangélicos brasileiros são noveleiros SIM!!! Fiz questão de não trazer estatísticas para provar o que estou falando. No fundo sabemos que o povo evangélico é um dos grandes responsáveis pelo sucesso que as novelas "globais" e não "globais" fazem no país. Por que nós somos um dos principais consumidores desse lixo que é vendido em nossos televisores 6 vezes por semana.

Somos mais de 35 milhões de evangélicos no país, se contarmos que somente 10% deste número seja noveleiro ( o que acredito ser muito mais) e aderirem ao boicote, serão mais de 3 milhões e 500 mil pessoas quenão assitirão esta novela e farão que ela seja um fiasco de audiência.

Conclamo vocês meus irmãos a não compactuarem com isso. Não sejam responsáveis por tamanho mal a nossa nação, não seja um patrocinador da obra de satanás. Essa novela não pode trazer nenhum benefício para sua vida, pelo contrário estará contaminando o ambiente familiar de sua casa com mensagens demoníacas e tão pouco servirá como uma fonte de conhecimento de outra cultura. Não veja essa novela, faça que ela seja um
fracasso e saia do ar.


Nós temos a força, só basta fazermos nossa parte.

Repasse para todos os seus contatos cristãos. Unidos podemos.

Que o Senhor os dê graça e sabedoria.

Shakti.

quarta-feira, 25 de março de 2009

O VERDADEIRO SENTIDO DA PÁSCOA

Informações que todos os Cristãos deveriam ter a respeito da Páscoa

O maior motivo de comemoração para os cristãos é o dia em que seus pecados foram perdoados, o dia em que o homem foi comprado por um preço muito alto e esse preço foi a vida do próprio filho de Deus, que morreu para que todos pudessem ter vida eterna através dEle. Ele morreu, mas também ressuscitou, e esse é o nosso maior motivo de orgulho.

A Páscoa, o feriado onde todos nós deveríamos celebrar com júbilo e regozijo a Graça do Senhor Jesus, tem perdido o sentido ao longo dos anos. Fiquei muito triste quando um dia, ao conversar com uma criancinha de 8 anos, ao perguntá-la qual era o sentido da Páscoa ela ter me dito que era o dia em que deveríamos ficar esperando o "coelhinho da páscoa" para comer os "ovos de páscoa". Aquilo atingiu o meu peito como uma flecha, pois desde muito pequena ela sempre freqüentou a Escola Bíblica Dominical e ficou muito surpresa quando eu lhe disse o que era realmente a Páscoa, então resolvi continuar a pesquisar, vi que apenas 2 em 10 crianças, filhas de Evangélicos, sabem qual é o verdadeiro sentido da Páscoa, mas de quem é o erro? De nós mesmos.

Quem nunca deu um "ovo de páscoa" para o seu filho? Ou ainda, que nunca fez seu filho no domingo de Páscoa acordar bem cedo para procurar os ovinhos que o coelhinho deixou???

Como? O coelho nem ao mesmo coloca ovos! Nas escolas, as professoras fazem uma festinha explicando o sentido da Páscoa, dizendo que é por causa de Jesus que nós a comemoramos ou vestem as crianças de coellhinho e distribuem ovos de chocolate? O ensinamento que deveria ser dado na Páscoa é dado no Natal, ou melhor, na farsa do Natal (Leia "A Pura Verdade Sobre O Natal"). Outro meio que serve para massificar a idéia do "coelhinho da Páscoa" na mente das crianças é a TV, as propagandas que falam sobre os ovos de páscoa e usam a imagem de um coelhinho "fabricando os ovos".

Muitas outras coisas ainda ajudam a esconder a maravilhosa verdade sobre a Páscoa das crianças: Outdoors, Cartazes, encartes nos jornais de domingo etc.

Leia com atenção o texto abaixo da The Grolier Multimedia Encyclopedia 1997, que fala sobre a Páscoa:

"De acordo com The Venerable Bede, o nome da Páscoa (em inglês Easter) é derivado do festival pagão da primavera, da deusa anglo-saxã Eostre, e muitos costumes folclóricos associados com a páscoa (por exemplo, ovos de páscoa), são de origem pagã.

O dia de Páscoa é atualmente determinado pelo primeiro domingo após a lua cheia em/ou após 21 de março. As Igrejas Ortodoxas Orientais, contudo, preferem seguir o Juliano ao Calendário Gregoriano, então sua celebração cai normalmente algumas semanas depois da Páscoa Ocidental. A Páscoa é precedida pelo período de preparação chamado de Quaresma." (The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997. Trexo traduzido por Irlan de Alvarenga Cidade).

Em que caminho estamos educando as nossas crianças? No cristianismo ou no paganismo? Estamos cumprindo a palavra de Deus? Veja o que ela diz:

"Portanto, assim como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim também nele andai, arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, abundando em ação de graças." (Colossenses 2:6-7)

" Porque, desde a infância sabes as sagradas letras, que podem necessitais de que se vos torne a ensinar os princípios elementares dos oráculos de Deus, e vos haveis feito tais que precisais de leite, e não de alimento sólido." (Hebreus 5:12)

"O qual nós anunciamos, admoestando a todo homem, e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, para que apresentemos todo homem perfeito em Cristo" (colossenses 1:28)

Devemos prestar mais atenção em pequenos detalhes que podem se transformar em uma bola de neve no futuro, afetando na vida espiritual e devocional de nossos filhos. Pense Nisso.

Irlan de Alvarenga Cidade
Bíblia World Net


terça-feira, 24 de março de 2009

MÚSICA - ATRAÇÃO E MENSAGENS PARA AS CRIANÇAS

A. INTRODUÇÃO:



Vivemos em um tempo de muita música. Os avanços tecnológicos têm facilitado tanto a produção como a distribuição de material musical as pessoas. Com apenas um computador, você pode gravar um CD com relativa qualidade. Estamos imersos no mundo da música. Há música em casa, na escola, na televisão, nos restaurantes, nos “shoppings”, pela rua e em todo lugar. Mesmo assim, o período de cânticos nas nossas aulas muitas vezes tem sido um desastre. Tradicionalmente, os evangélicos sempre foram um povo que souberam utilizar bem a música. Desde Lutero, que revolucionou a música sacra, trazendo a música popular para dentro do culto, muito tem acontecido na área musical da igreja.


Hoje vivemos um tempo de consumismo exacerbado, até mesmo dentro das igrejas. Muitas bandas e cantores evangélicos vendem sua música, inclusive para as crianças, sem muito critério de qualidade musical ou profundidade teológica na poesia. Onde nós, professores de crianças, ficamos em tudo isso? Entramos nessa onda e vamos usando todo tipo de material ou nos colocamos em posição defensiva, insistindo nas mesmas músicas que sempre foram utilizadas com as crianças? Será que existe um ponto de equilíbrio em tudo isso? Como podemos atrair as crianças de hoje com músicas que, além de encantadoras, contenham a mensagem que queremos transmitir? É o que vamos discutir em nosso seminário.


1.Base Bíblica

A Bíblia fala em vários lugares sobre cantar, louvar e adorar ao Senhor, porém há um trecho em especial onde aparecem crianças louvando a Jesus. Em Mateus 21:15 encontramos Jesus no templo e crianças gritando: “Hosana ao Filho de Davi!” Quando questionado pelos sacerdotes e escribas, Jesus cita o Salmo 8:1 e 2 e nos premia com uma das declarações mais lindas da Bíblia: “Da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor.” Isto nos dá a entender de que é possível a criança, mesmo pequenina, louvar e adorar ao Senhor. Perceba a alegria das crianças em louvarem a Jesus, elas estavam gritando de tão animadas. Perceba também a verdade proferida por elas, verdade que muitos adultos ainda não tinham compreendido.

2. Os cânticos na aula.

Em primeiro lugar, vamos definir de que cânticos nós estamos falando. Os cânticos usados durante a aula são diferentes das músicas que usamos para um coral infantil ou outras apresentações musicais. Eles devem ter algumas características, as quais relacionamos a seguir:

a) Melodia simples.


Uma linha melódica simples e fácil de se aprender, que não exija muito esforço para se cantar. Sem saltos demasiados e em uma tessitura adequada às crianças. Que seja agradável o suficiente para que a criança tenha vontade de cantar.

b) Relativamente curtos.

Canções muito compridas se tornam cansativas. Conforme a idade das crianças varia o tamanho do cântico. Crianças menores, cânticos menores e crianças maiores, cânticos maiores.

c) Fáceis de decorar.

Os melhores cânticos para uma aula são aqueles fáceis de aprender. Se ensinados na classe, a criança, ao chegar em casa, consegue cantar para a família, pelo menos o estribilho.

d) Mensagem bíblica e clara.

A letra do cântico deve conter verdades bíblicas. Não deve ter elementos duvidosos ou que não podem ser provados pela Palavra de Deus. A letra também deve ser clara o suficiente para que a criança compreenda o que está cantando.

B. ATRAÇÃO

A criança não canta por obrigação, mas o faz por prazer. Para ela é natural cantar quando está alegre, quando está brincando ou fazendo outras coisas de que gostam. Porém, não são todas as músicas que atraem a criança e não são todas as crianças atraídas pelo mesmo tipo de música. Depende muito da vivência musical de cada uma. A família, a escola e a televisão são alguns dos fatores que influenciam no seu gosto musical. Quando ela chega para o período de cânticos, ela tem algumas expectativas do que vai acontecer. Nós, professores, também temos algumas expectativas deste período. Deus também. Como fazer para todas as expectativas envolvidas se harmonizem e tornem o período de cânticos agradável e atraente para todos?

1. Expectativa


a) O que a criança espera do período de cânticos.

(1) Que seja prazeroso.


Não há nada pior para a criança do que ser obrigada a fazer algo que ela não goste ou que ache chato. Lógico que na vida nem tudo é prazeroso, porém cantar não deve nunca parecer chato ou monótono. A criança precisa sentir prazer no que faz. Ela espera vibrar quando canta e não quer ouvir bronca de que está cantando baixinho, que está desanimada ou desafinada. Se ela não achar graça na música, ela automaticamente se inibe em cantar.

(2) Que seja possível a sua participação.

Também é muito difícil a criança se interessar por cânticos que não consiga cantar. Seja porque a melodia está numa tessitura inadequada, a letra é tão complicada que ela não consegue pronunciar ou o cartaz está tão ilegível que ela não consegue ler. Se ela não consegue acompanhar, perderá o estímulo de cantar. Criança também não gosta muito de sentar quieta para ouvir música. Ela não tem muita paciência de assistir grupos musicais se apresentando, a não ser que haja todo um esquema para ela se interessar, como um show.

(3) Que ela possa se expressar através dos cânticos.




A música deve falar o que a criança sente, tanto no aspecto musical, como poético. Se for uma música que não tem nada a ver com a realidade dela, ela logo se desinteressará. Uma letra fora do contexto infantil acabará por fazê-la viajar e não prestar atenção no que está fazendo. Ela precisa sentir que o cântico faz parte do seu mundo e que a poesia fala sobre o que ela sente.

(4) Que contenha elementos conhecidos.

Um momento de cânticos onde tudo é novo, fica complicado para a criança. A não ser que seja a primeira vez dela na classe, a criança quer ouvir e cantar o que já é conhecido. Criança gosta de repetição. E quanto mais nova ela for, mais repetição deve haver. Devemos ensinar cânticos novos, porém sempre temos de cantar os já conhecidos. A poesia deve falar do que a criança conhece. Se ela não sabe o significado do que está cantando, logo ela vai perder o interesse. Não que tudo tenha de ser conhecido, mas deve haver pontos que remetam a momentos anteriores.

b) O que o professor espera do período de cânticos.


(1) Que todas as crianças participem com interesse.

É evidente que o professor quer que todas as crianças cantem e participem com alegria do momento de cânticos. É frustrante ver crianças desatentas ou

desanimadas durante este período. Não há nada mais gratificante que ver o rostinho brilhando, enquanto cantam e louvam a Deus.

(2) Que auxilie os demais períodos da aula.

O professor espera que os cânticos levem ao louvor e à adoração. E

que ajudem com a reverência na oração, na atenção para a lição bíblica, na animação para os concursos, no interesse por missões, e assim criar o clima para cada período da aula.

(3) Que haja praticidade na sua elaboração.

Hoje em dia o professor não dispõe de tanto tempo para preparar sua aula. Ele quer tudo pronto. Quando ele pensa nos cânticos, ele gostaria de receber os visuais já preparados e os cânticos gravados com play-back.

c) O que Deus espera do período de cânticos.

1- Ser adorado e louvado dignamente.

No Salmo 108, Davi diz que quer cantar e entoar louvores de toda a sua alma. Deus procura verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade (João 4:23). As crianças podem ser verdadeiros adoradores.

(2) Corações quebrantados.



No Salmo 137, vemos o povo chorando e pendurando suas harpas nos salgueiros da Babilônia, pois eles não suportavam cantar mais os cânticos de Sião. Sentiam uma profunda saudade da pátria. Deus utiliza-se do poder da música para quebrantar os corações. A mensagem divina aliada à música pode tocar profundamente a vida das crianças.

2. Fatores de harmonização das expectativas.

A partir do que constatamos até agora, apresentamos algumas sugestões para tornar o momento de cânticos interessante, atraindo a atenção das crianças.

a) O professor deve ser um “verdadeiro adorador”.

Você não pode exigir que as crianças tenham atitudes de adorador se você mesmo não tem. Envolva-se na adoração e, mesmo sendo cânticos infantis, utilize-os na sua vida de adoração diária. Busque uma vida de adoração. Isso vale para os demais membros da sua equipe de louvor. Os instrumentistas também devem encarar o período de cânticos como um momento de adoração e não de apresentação. O clima de adoração deve partir de você para alcançar o coração das crianças.

b) Os cânticos devem falar primeiro ao seu coração.

As crianças não vão ser tocadas, se você não for tocado primeiro. Veja se a mensagem do cântico fala ao seu coração. Se for um cântico de louvor, você deve ser capaz de louvar com ele. Se for um cântico de ensino, você deve ser ensinado por ele. As crianças devem perceber que o cântico é importante para você e aí se tornará importante para elas também. Conte alguma experiência sua sobre o cântico. Abra o seu coração às crianças e deixe-as saberem o quanto os cânticos são importantes para você.

c) Encare os cânticos com seriedade.

Se você não considera o momento de cânticos como algo sério, as crianças também não considerarão. Pelas suas atitudes, elas perceberão o que você pensa deste momento. Concentre-se no que você está fazendo. Leve a sua equipe a fazer isso também. Os músicos devem estar compenetrados no louvor. Mesmo os demais adultos que estiverem presentes, devem participar como se fosse para eles. Não deixe adultos conversarem durante este período. Não é a hora do professor dar uma última lida na lição ou organizar os lápis e as tesouras para o trabalho manual. É a hora de todos juntos louvarem ao Senhor. Se há gestos, todos fazem os gestos. Se for para ficar em pé, todos ficam em pé. Assim as crianças perceberão que é um momento muito importante e sério na presença de Deus.

d) Escolha cânticos adequados às crianças.

Observe bem a letra do cântico. Veja se ela tem algo a ver com as crianças e com a lição bíblica que você tem para aquele dia. Observe a música, se é adequada à idade das crianças. Coloque os cânticos em uma seqüência lógica para que faça sentido o que você está cantando. Não deixe para escolher as músicas na última hora. Não deixe para as crianças escolherem os cânticos. De vez em quando até pode ser, porém as crianças devem entender que é você quem dirige o período de cânticos.

e) Prepare-se melhor para o período de cânticos.

Escolha os cânticos, confeccione os visuais, saiba cantá-los, ensaie com os instrumentistas ou com o play-back e tenha tudo sob controle. Veja se os visuais estão na ordem, se o retroprojetor está funcionando ou se o microfone está ligado antes de começar. Não deixe parecer um período desorganizado. As crianças devem sentir que, apesar de divertido e prazeroso, é um período de reverência na presença de Deus.

f) Use visuais criativos e bonitos.

Cartazes rasgados, letras mal escritas na transparência, figuras mal feitas tiram todo o brilho do seu momento de cânticos. Renove os seus visuais. Conserve-os. Não deixe as crianças manusearem. Se forem feitos em transparência para retroprojetor, faça-os coloridos e chamativos. Se forem feitos no computador, perceba se estão bem visíveis. Treine a pessoa que vai ajudá-lo a segurar os cartazes, a colocar as transparências no retroprojetor ou comandar o data-show.

g) Apresente os cânticos novos de forma criativa e interessante.

Conte uma experiência interessante sobre o cântico. Deixe um fantoche apresentar o cântico. Lembre-se de que a primeira vez que a criança ouvir o cântico, vai marcá-la para sempre. Apresente o cântico com tudo o que tem direito para que ela tenha uma boa impressão da música e sinta vontade de aprendê-la.

h) Fique atento às novidades.

Não despreze as novidades. Paulo diz para examinar tudo e reter o que é bom. Examine as novidades que tem no mercado e utilize-as da melhor forma. Perceba o que está na moda e tente adaptar a sua realidade. Não utilize algo se não tiver significado para você ou para as crianças, porém lembre-se que nem tudo o que é novo, é sempre ruim.

i) Não despreze um cântico por ele ser antigo.

Lembre-se que mesmo que um cântico pareça antigo porque você o conhece desde criança, ele pode ser novo para as crianças. Aliás, todos os cânticos são novos para as crianças, pois elas estão começando sua vida agora. Elas não se lembram de dez, vinte ou trinta anos atrás, porque elas não viveram naquela época. Assim como as crianças de todas as gerações gostam de cantar músicas como “Marcha Soldado”, “Atirei o Pau no Gato”, entre outras, elas também sempre vão gostar de cantar “Pare!”, “Deus é Bom pra Mim!”, “Mesmo Que Eu Não Marche”, etc.

j) Dê roupa nova a cânticos antigos.

Às vezes, um cântico antigo precisa de uma roupa nova. Um arranjo musical diferente, com um ritmo mais animado. Um visual novo, com figuras interessantes. Uma coreografia com gestos diversificados. Aquele cântico que parecia fadado ao esquecimento, pode tornar-se vivo de novo e abençoar a vida das crianças.

k) Esforce-se para que as crianças tenham um louvor equiparado ao dos adultos.

Como é o período de louvor na sua igreja para os adultos, assim deveria ser para as crianças também. Se a sua igreja tem vários instrumentistas para tocar para os adultos, não se contente em cantar a capela. Encoraje os instrumentistas da igreja a tocarem para as crianças também. Mostre a eles que é um investimento na vida das crianças. Exponha a importância das crianças cantarem e desafie-os a ajudarem você neste ministério. Apenas tome cuidado em orientá-los de como deve ser o som para as crianças. Os instrumentos nunca devem estar com o volume muito alto, nem serem tocados de forma agressiva. Eles devem acompanhar as crianças e não encobri-las. Sempre deve haver um instrumento que reforce a melodia, pois isso é importante para as crianças. Quem canta, deve fazê-lo com a voz mais natural possível e se houver microfones, estes devem estar em um volume adequado ao ambiente, de forma que as crianças consigam ouvir o que estão cantando.

l) Anime as crianças a estudarem música.

Se o gosto musical de suas crianças lhe parece duvidoso, anime-as a estudarem música. Infelizmente, o ensino de música nas escolas hoje é precário e as crianças ficam à mercê do mercado musical, que nem sempre é o melhor para elas. Incentive a igreja a ter uma escola de música, que ensine as crianças a tocarem vários instrumentos, desde os eruditos aos populares. Veja se não há alguém para montar um programa de musicalização infantil na igreja. Isso vai expandir o horizonte das crianças, aumentar-lhes o conhecimento de música e ampliar o seu gosto musical.

C. MENSAGEM

Tudo bem, agora eu sei como atrair as crianças com os cânticos, mas como saber se realmente eles vão atingir os objetivos que tenho para elas? Para isso, podemos dividir os cânticos pelo tipo de mensagem que cada um contém, para que possamos dosá-los no período de cânticos e chegar ao nosso objetivo com as crianças.

1. Cânticos de Aquecimento.

São cânticos que necessariamente não têm uma mensagem muito profunda. Usamos apenas para aquecer e descontrair as crianças. Às vezes são apenas palavras repetidas com muitos gestos. Senta, levanta, ergue a mão, abaixa a mão, etc. São geralmente os cânticos que as crianças mais gostam, pois são os mais engraçados e divertidos, porém não podemos só cantar este tipo de cântico. Servem muito bem para dar início, finalizar a aula ou para um intervalo no meio da aula, porém não traz em si a mensagem que gostaríamos que as crianças levassem para casa. O principal neste tipo de cântico é a brincadeira e não a letra.

2. Cânticos de Louvor e Adoração.

São cânticos que falam sobre a pessoa de Deus, sua obra, seus atributos, a vida e paixão de Cristo e o trabalho do Espírito Santo. Não há muitos desses para as crianças, porém é importante para a criança aprender a louvar e adorar ao Senhor desde pequeno. Sempre devemos incluir algum cântico desta categoria no nosso momento de cânticos e incentivarmos as crianças a pensarem em Deus, em Jesus e no Espírito Santo como alguém que deve ser louvado e adorado.

3. Cânticos Didáticos.

Estes são a maioria dos cânticos que temos para as crianças. Eles vêm em auxílio daquilo que temos para a criança aprender naquele dia ou para criar o clima para determinado momento do programa. São os cânticos que falam de vários aspectos da vida cristã, como obediência a Deus, amor à Palavra, amor a Deus e ao próximo, firmeza na fé, entre outras coisas. São também os cânticos que preparam para o período de oração, dedicação das ofertas e missões. São também os cânticos que falam sobre o plano de salvação para que os que não salvos possam aprender e levar com eles a mensagem da salvação. Também são os cânticos que contam sobre a vida de personagens bíblicos e ensinam sobre os livros da Bíblia, os nomes dos apóstolos, etc.

4. Cânticos de Apresentação.

São cânticos que vamos usar para cantar na Páscoa, no Dias das Mães e dos Pais, no Natal e em outras datas comemorativas. Muitas vezes eles são de louvor ou didáticos também. Alguns têm apenas a função de serem apresentados aos adultos e depois esquecidos. Quando for assim, não devemos perder muito tempo com ensaios em detrimento do período de louvor das crianças. Devemos tomar cuidado para não nos preocuparmos tanto com apresentações e nos esquecermos do principal motivo pelo qual reunimos nossas crianças.

D. CONCLUSÃO

Aprendemos um pouco sobre como dinamizar nosso período de cânticos. Mas lembre-se: nada muda de um dia para o outro. Vá com calma e com persistência. Ore para que o Senhor oriente os seus procedimentos. Planeje o que você vai fazer primeiro e, passo a passo, coloque em prática suas novas idéias. Aos poucos você verá suas crianças se interessando cada vez mais pelo período de cânticos e, principalmente, tornando-se verdadeiros adoradores.

QUEM É VOCÊ?

DE QUAL ESTADO BRASILEIRO VC È/

NOSSA FAMÍLIA LINDA

CULTO INFANTIL DIA 12/10/08-NA IEQ - BAIRRO NOVA AMÉRICA VILA VELHA

I MOSTRA DE COREOGRAFIAS INFANTO JUVENIL- 27/09/08 .IEQ DE NOVA AMÉRICA - VILA VELHA - E.S

MINISTRAÇÃO NO RETIRO DA IGREJA BATISTA RENOVADA - NO SÍTIO FÉ NA ESTRADA -SETEMBRO DE 2008

MINISTRAÇÃO DO TIO FABRÍCIO - CULTO - I.E.Q BAIRRO CONSOLAÇÃO - VITÓRIA

FESTA DO ESQUISITO

CULTO DE MISSÕES - ABRIL 2008

CULTO DE PÁSCOA -2008

CULTO INFANTIL FEV.2008

CONGRESSO DE LIDERANÇA DO MINISTERIO INFANTIL QUADRANGULAR NO E.S - MAIO DE 2008

CULTO DIA DAS MÃES- MAIO DE 2008

CONFRATERNIZAÇÃO- JANEIRO DE 2008

CULTO DE TALENTOS -NOVEMBRO DE 2007 (em breve mais fotos)

CULTO DIA DAS CRIANÇAS -2007

CULTO MELZINHA ABELHINHA - AGOSTO DE 2007